Seguidores

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Quartinho branco

A Minha Casinha d'Aldeia é uma casa antiga e, como a maioria das casas antigas aqui da região, têm dois quartos com janela e dois sem janela.
Quando viemos morar para cá fizemos algumas modificações e um dos quartos interiores foi transformado numa despensa e numa casa-de-banho.
Para o outro fiz vários projetos: Era viável colocar uma  janela de sótão e fazer qualquer coisa assim...
 
 
ou assim...
 
 
Pensei também em mandar fazer uns roupeiros grandes, por medida e transformar "o quartinho" numa espécie de quarto de vestir. Mas o tempo passou e o quartinho foi sempre deixado de lado até que, há umas semanas, decidi mudar-lhe a cara com os meios disponíveis.
Agora está assim:
Queria que ficasse com cores, mas que predominasse o branco, já que é, como disse, um quarto interior.  
O mobiliário já existia cá em casa quando para cá viemos, as prateleiras foi um Sr Amigo que fez, depois foi andar às voltas pela casa e ver o que ficava bem ir lá parar.
 Coloquei umas almofadas rosa choque a combinar com a barra do tapete e uma castanha escura com círculos em tons de lilás, para associar aos quadros coloridas que coloquei por cima da cama. O candeeiro é dos de papel baratinhos, já que o pobre quartinho nem isso tinha.
 
A mesinha de cabeceira, que no Brasil se chama criado mudo (?), apanhou o candeeiro do menino que a minha avó me ofereceu há muitos anos atrás (mudei o abat-jour) e um saquinho de alfazema.


Não gosto especialmente de naperons, mas estes foram feitos por uma Prima na altura que casámos e achei que era boa hora para os usar.
 
Ao lado da mesinha, no espaço que a separa do roupeiro, coloquei o meu cestinho de cana com as mantinhas de lã.
 

As mesinhas de cabeceira ganharam também uns puxadores novos, já que os velhos eram assim:
 
Ainda tinha dois dos que comprei há uns tempos na Zara Home, com a flor, então decidi coloca-los nas gavetas de cima e comprei quatro de madeira simples, que depois pintei de branco. Tinha este coraçãozinho, que comprei na Casa sem saber ainda onde o ia usar, achei que ficava bem ali.

 Na outra mesinha de cabeceira coloquei estas coisinhas:
Uma caixinha de madeira com a técnica do  guardanapo e crquelê, que fiz há tempos e  já correu todas as divisões da casa;
O tal naperon feito, aliás, muito bem feito, pela Prima;


 Uma imagem da Sagrada Família, feita de gesso, que pintei há já vários anos;
 
Uma vela com uma fitinha azul, parte de um centro de mesa que fizemos para casamento de uma amiga e uma flor que foi oferecida, em cima de um velho espelhinho, que foi usado pelo Papá durante muitos anos.
 
Ao lado da porta da entrada coloquei estes quadrinhos, em tons claros.



 E pronto, o quartinho foi tratado com mais carinho e ficou feliz! E eu também...
Até breve!!
 

12 comentários:

  1. Ficou um quarto bastante harmonioso, que transmite muita paz. Gostei muito!

    ResponderEliminar
  2. :)
    Pode ser que a desejada janela de teto um dia ainda chegue!
    Obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  3. Acho que ficou muito confortável o quarto. E é como dizes, se a janela de teto chegar (há-de chegar, não é assim tão complicado) fica perfeito. Gostei especialmente da cama de ferro. Muito romântica. Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E entretanto descobrimos que a lareira dos vizinhos é naquela parede! Além de confortável, o meu "novo" quartinho branco é muito quentinho. Acho que vamos passar a ter um quarto de verão e um quarto de inverno!!!
      Bj

      Eliminar
  4. Foi decorado com muito amor, e isso é o suficiente para ter ficado tão acolhedor!

    Beijinhos,

    Catarina.

    ResponderEliminar
  5. Ficou lindo, os detalhes estão todos muito caprichados!
    (Realmente não sei por que aqui no Brasil as mesinhas de cabeceira são chamadas de criado mudo!)
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Mas que quartinho tão querido e tão romantico :)
    Gostei muito :)
    bjs
    Lulu

    ResponderEliminar